fbpx
como fazer a captação de clientes para a empresa

7 dicas para fazer a captação de clientes para sua empresa

A captação de clientes é essencial para qualquer modelo de negócio. Conheça as principais estratégias para alavancar a sua empresa!

Uma companhia só sobrevive se tiver clientes para vender os seus produtos. Mas, como fazer eles conhecerem o negócio, buscarem informações, fecharem uma compra e ainda voltarem ao estabelecimento?

Qualquer empresa, seja ela pequena, média ou grande, precisa ter colaboradores dedicados à captação de clientes. Até os profissionais autônomos devem separar algumas horas no dia ou na semana para desempenhar essa atividade.

Com a adoção de algumas estratégias simples é possível atrair mais clientes para o negócio e ampliar o seu faturamento? Fique ligado nas nossas dicas!

7 dicas realizar a captação de clientes para a empresa

Muitos segmentos do mercado já utilizam as estratégias listadas abaixo para atrair pessoas e ampliar as vendas. Entre eles estão os escritórios de advocacia, construtoras, imobiliárias e empresas de tecnologia. Quer saber como esses negócios estão fazendo entrar mais dinheiro em caixa? Dá uma olhada nessas dicas:

1. Defina o perfil dos seus clientes

Se você vai a uma loja de roupas o vendedor faz algumas perguntas para entender como pode ajudá-lo, certo? Isso o ajuda a entender quais são as suas necessidades para traçar um perfil de quais peças têm maior probabilidade de agradá-lo.

No mundo dos negócios a estratégia segue a mesma lógica, porém, utilizam-se mais algumas ferramentas do marketing. Sendo assim, antes de iniciar a captação de clientes é essencial definir qual é a persona (personagem fictício que representa o comprador ideal dos seus produtos).

Você pode utilizar um mapa da empatia para compreender qual é o comportamento desse potencial cliente da sua marca. Essa ferramenta foi criada pela consultoria de design XPlane e integra a metodologia Canvas para negócios.

Como esse mapa pode ajudar a sua empresa? Você faz uma análise sobre as pessoas que compram de você para identificar seus problemas, necessidades e desejos. Nele, também é possível identificar quem são os influenciadores de opinião e suas percepções de mundo. Veja algumas perguntas que podem ser feitas durante essa análise:

  • O que essa pessoa vê e ouve?
  • Como é o ambiente em que ela vive?
  • Quais seus amigos e o estilo de vida deles?
  • Essa pessoa participa de eventos sociais?
  • Quais são suas marcas favoritas?
  • Quem essa pessoa segue ou admira?
  • Quais são seus sonhos?
  • E suas preocupações e frustrações?
  • Como é sua rotina?
  • Quais são seus hobbies?

2. Crie um website responsivo

Depois de identificar qual é a sua persona, é hora de elaborar um site que tenha o perfil do seu negócio e também seja atrativo para o potencial cliente. A página deve conter as principais informações da empresa, como meios de contato, serviços oferecidos, depoimentos de clientes, entre outros.

Ter um website responsivo também é fundamental para captar clientes. Afinal, 74% dos brasileiros já utilizam smartphones em algum momento da etapa de compra de um produto ou contratação de serviço.

3. Produza conteúdos de valor

Você criou um site e agora não precisa se preocupar com mais nada, certo? Errado! Agora o trabalho “começa” de verdade. Os buscadores de pesquisa (Google, Bing, Yahoo) dão mais valor para as páginas que geram conteúdos de valor para os usuários.

Sendo assim, você pode utilizar o marketing de conteúdo para levar materiais relevantes para os seus potenciais clientes. Por exemplo: um escritório de advocacia atua na área previdenciária e o Brasil passa por discussões sobre mudanças na lei da aposentadoria.

Logo, é possível produzir materiais sobre esse tema para esclarecer as dúvidas das pessoas que estavam pensando em se aposentar.

Com o tempo, a página começa a ganhar destaque no ambiente digital, tornando-se referência em muitos temas abordados pelo escritório. Consequentemente, quando alguém realizar uma pesquisa na web sobre o assunto essa página será indicada como “resposta” à pergunta do usuário.

Contudo, essa produção de textos não pode ser feita “de qualquer maneira”. Os buscadores utilizam alguns critérios para identificar a relevância dos materiais e, por isso, eles precisam utilizar os critérios de SEO.

4. Divulgue os materiais produzidos

Divulguei os materiais no blog da empresa, e agora? O trabalho continua! A produção de conteúdo deve ser constante e seguir um determinado padrão. Só assim os buscadores conseguem identificar que os textos são atuais e relevantes.

Após publicar o conteúdo no site também é indicado promovê-lo em diferentes ambientes. Para isso, você pode utilizar o Google Meu Negócio, nas redes sociais utilizadas pela sua empresa, no e-mail marketing.

5. Invista em links patrocinados

Os links patrocinados no Google também são úteis para atrair clientes para o negócio. Você só precisa saber que pagará pelos cliques, logo, precisa cadastrar um cartão de cobrança e selecionar bem as palavras-chave que deseja promover.

Esse modelo de anúncio funciona como um leilão: a empresa que pagar mais pela palavra-chave terá mais destaque. Quanto mais pessoas fazem a promoção com o mesmo termo de pesquisa, mais o valor do lance irá subir.

Vale lembrar que o clique não garante a compra, logo, o mais indicado é utilizar o Google Ads em conjunto com a produção de conteúdo para o website para conseguir cliques de maneira orgânica (sem pagar).

6. Mantenha um relacionamento com os prospects

O próximo passo na sua estratégia de atração de clientes é manter um relacionamento com aqueles que visitaram o seu website ou rede social. E aí, como fazer? Uma ferramenta muito utilizada nesse processo é o e-mail marketing.

Ele auxilia na divulgação das novidades da empresa e compartilhamento de informações úteis para o seu prospect, o que ajuda a levá-lo para o próximo passo do funil de vendas: a compra.

Você acha que o e-mail marketing não se adequa ao perfil do seu negócio? Tudo bem, também podem ser utilizadas outras ferramentas com o Whats for Business ou o Messenger. O importante é não deixar de se comunicar com o potencial cliente e criar um espaço para o diálogo.

7. Dê continuidade ao trabalho de captação de clientes

Sua empresa já produziu 30 publicações no site e agora você acredita que pode parar? Essa não é a atitude mais indicada, porque o trabalho de captação de clientes é contínuo, assim como a produção de conteúdos na web.

Muitas vezes, é possível incluir informações em conteúdos antigos e utilizar abordagens diferentes para manter aquele material atualizado. Isso vale para o seu site e as suas redes sociais, pois é a publicação com frequência que contribui para gerar reconhecimento e engajamento com a marca.  

Ao seguir esse caminho do marketing digital você conseguirá investir mais na captação de clientes para sua empresa. Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário para que possamos ajudá-lo!

About morganaguzzo

Jornalista apaixonada por marketing digital e com experiência na produção de conteúdos web para diversos segmentos do mercado. Empreendedora da MnG Comunicação e Marketing.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá!
Fale com a gente!
Olá! Tudo bem?
Vamos conversar?
Powered by